HORÁRIO DE ATENDIMENTO De Segunda às sextas-feiras,
7h30min às 11h30min, 13h às 17h
NOTICIAS

Conexões 12: um show de solidariedade e superação


03/07/2018 09:31

O Grupo Danças & Ritmos do CEMEF mostrou a cultura da Índia em forma de dança

A noite de sexta-feira, dia 29 de junho, foi de emoção e superação no Show Beneficente Conexões. Em sua 12ª edição, o evento realizado na Associação Pró-Desenvolvimento do Bairro Languiru, reuniu centenas de pessoas, que colaboraram com o Hospital Ouro Branco (HOB). Com o objetivo principal de contribuir, revertendo o valor arrecadado com a venda de ingressos em prol de entidades que necessitam de ajuda, o Conexões trouxe para o ano de 2018 a temática "A solidariedade desperta a espiritualidade e a harmonia entre as parcerias".

Organizado desde novembro de 2017 pela idealizadora Sônia Lúcia de Souza Gomes, o show de 2018 teve como marca a inclusão de pessoas com deficiência. Na noite do espetáculo, bailarinos deficientes demonstraram superação e venceram seus limites. O Conexões 12 mostrou que independente da idade, sexo, raça ou condições de mobilidade, todos podem dar um show no palco, com emoção e superação, além de fazerem parte da história do Hospital Ouro Branco.

Em torno de 200 artistas pisaram no palco do evento. Dentre algumas das apresentações feitas pelos grupos Danças & Ritmos do CEMEF e da Melhor Idade, Performance Yoga CEMEF e EMEI Caminhos do Saber estavam: dança indiana, street dance, hip hop da Melhor Idade, valsa, "Ser Criança" e performance de yoga. Além disso, pela primeira vez na Associação da Água, houve performance em tecido aéreo, com Destemperados Cia de Teatro.

Sob a coordenação do Maestro Martin Altevogt, o Coral Municipal de Teutônia, cantou e encantou ao som de Dominguinhos, Rui Biriva e Xitãozinho e Chororó. A cultura da capoeira foi evidenciada pelo Grupo Capoeira Modelo de Oxóssi – CEMEF, coordenado pelos professores Claiton Júnior Clovatto e Sheila Nery. O Estúdio de Dança Lene Petry, de Bom Retiro do Sul, trouxe coreografias de ballet baby e infantil, empoderamento feminino, jazz infantil e dança contemporânea especial e juvenil ao palco do Conexões 12, com os coreógrafos Lene Petry e Leonardo Souza.

A dançarina e professora Iro Franco abrilhantou com o Estúdio de Dança Árabe Karma Dilshad, de Lajeado. O tradicionalismo ficou marcado com o CTG Querência do Arroio do Meio, de Arroio do Meio. No fechamento das apresentações, a interação ficou visível com a junção dos grupos Danças & Ritmos do CEMEF, Capoeira Modelo de Oxóssi – CEMEF e EMEI Caminhos do Saber.

Das mãos do prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, o diretor-executivo do Hospital Ouro Branco, André Lagemann, e o presidente da Associação Beneficente Ouro Branco, Francisco de Souza Abrahão, receberam o certificado de beneficiado do evento. Em seu pronunciamento, Brönstrup comentou que estava feliz em poder prestigiar o Conexões em sua 12ª edição. "É através da união de esforços, da conexão de várias formas de arte e cultura que fazem com que o Hospital Ouro Branco seja o maior beneficiado", enalteceu.

O prefeito ainda ressaltou a importância do evento e da organização feita pela professora de dança e idealizadora Sônia Lúcia de Souza Gomes. "Desde sua primeira edição, a 'Soninha' está à frente desse projeto maravilhoso. E é por causa dela que hoje estamos aqui, sabendo que sem dúvidas este evento está trazendo retorno à comunidade", frisou.

O diretor-executivo do Hospital Ouro Branco, André Lagemann, salientou que a casa de saúde é comunitária. Desta forma, iniciativas comunitárias são necessárias para que se consiga manter o hospital. "Nós temos um papel social no desenvolvimento da comunidade, visando contribuir com a melhoria na qualidade de vida das pessoas, por isso é importante o incentivo de todos", enafatizou.

Lagemann ainda lembrou a história do Conexões, desde sua primeira edição, onde Jones Sebastião foi o primeiro a ser contemplado com o benefício do evento, e ressaltou que o show foi, com o passar dos anos, adequando-se, tentando atender a todas as pessoas e entidades que necessitavam de ajuda. No final do evento, foram entregues cestas em homenagem a todas as entidades convidadas.

A professora Sônia Lúcia de Souza Gomes agradeceu a todos os apoiadores e simpatizantes do Show Conexões 12, que contribuíram e fizeram acontecer o evento. Sônia destacou o empenho dos grupos artísticos nas suas apresentações, fazendo um verdadeiro show aos olhos do público. "Feliz em ver o crescimento de cada aluno artista na sua autonomia de fazer-se presente no palco, respeitando as suas obrigações e usufruindo os seus direitos de artista. Acredito que é um dever cumprido. Pude vivenciar em cada um o espírito da solidariedade, no simples fato de ajudar, cumprindo um dos eixos da cidadania", completou.

Texto: Larissa Santos
Foto: Larissa Santos/divulgação

ss
LEIA TAMBÉM