HORÁRIO DE ATENDIMENTO De Segunda às sextas-feiras,
7h30min às 11h30min, 13h às 17h
NOTICIAS

Linha Germano comemora os 120 anos da Comunidade Melanchton


26/11/2018 09:11

Danças folclóricas alemãs integraram a programação

Um resgate do passado e o olhar para o futuro. Assim se podem resumir os festejos dos 120 anos Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Melanchton, de Linha Germano, interior de Teutônia, que ocorreram neste domingo, dia 25 de novembro. Foi um momento de relembrar a história e daqueles que constituíram a comunidade, além de compartilhar a importância da localidade para o município.

A programação iniciou com culto festivo na igreja, evidenciando que a comunidade está em constante renovação. Durante a celebração, ministrada pelos pastores Gerson e Cristiane Echelmeier, foram batizados os pequenos Pedro Rafael Röhrig dos Santos e Igor Mathias Bayer. No culto ainda, foram homenageados os jubilares de confirmação e de casamento. Receberam uma recordação os casais que completaram 25, 50 e 60 anos de casamento na comunidade. Da mesma forma, foram agraciados os membros que foram confirmados há 25,50 e 60 anos.

Os 120 anos da comunidade também foram a tônica da prédica. “Pessoas que queriam a sua fé em comunhão constituíram a comunidade Melanchton. Nomes estão nos relatos e, também, na memória de vocês, filhos e netos daqueles que, com sua fé, constituíram a comunidade. A fé e o servir a Deus moveram e movem as pessoas desta comunidade. Podemos relembrar a história e olhar para frente. Nestes 120 anos, atendemos o chamado de Deus, experimentamos relações bonitas e que deixam a comunidade mais alegre”, sublinhou Gerson Echelmeier.

Durante o culto, ainda houve apresentações dos corais Misto e da Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas (Oase). Após a celebração, a comunidade foi conduzida pela Super Banda Santa Cruz até o salão comunitário, como nas festas de antigamente, onde seguiu a programação. Após a breve apresentação e projeção da história da comunidade, houve pronunciamento de autoridades.

Nos discursos, parabenizações pelos 120 anos da comunidade. “Não é de hoje para amanhã que se faz uma comunidade. São 120 anos de muitas histórias”, frisou o vice-presidente da Paróquia Evangélica de Confissão Luterana Teutônia Sul, Astor Sprandel. “Parabenizamos a todos que construíram e constroem a comunidade”, enalteceu o presidente do Sínodo Vale do Taquari, Romeu Bayer. “Parabéns Linha Germano, uma comunidade tão representativa para Teutônia e região”, lembrou o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer.

Dois vereadores, que tem relações diretas com a localidade, também se manifestaram. “Parabéns Linha Germano. Momento de confraternizar e reencontrar aqueles que constroem esta linda história”, frisou Diego Tenn Pass. “É uma data especial, de uma comunidade que se mantém forte e organizada, graças à cooperação”, enalteceu Claudiomir de Souza.

O prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, também possui as suas origens na Linha Germano. “São 120 anos de uma comunidade que representa muito para Teutônia. O município tem força expressiva no setor primário e Linha Germano tem sua contribuição nisso. Parabéns Comunidade Melanchton! Que esta seja apenas uma de muitas outras festas”, sublinhou.

O presidente da comunidade, Paulo Bayer, lembrou que os recursos angariados com a festividade serão aplicados na reforma do telhado da igreja. “Por isso, gratidão a Deus por este dia lindo e a vocês que estão fazendo a festa conosco. A grandiosidade desta festa evidencia o nosso dever e o desafio de formar novas lideranças para conduzirem com muito empenho e alegria a nossa comunidade”, ressaltou.

Ao meio-dia, foram servidos mais 600 almoços. Em seguida, houve apresentações folclóricas alemãs da Associação Cultural Artística Teutônia, homenagens aos ex-presidentes e ex-pastores, sorteio de prêmios e baile animado pela Super Banda Santa Cruz.

Linha Germano foi a segunda picada a ser aberta na Colônia Teutônia, em 1860, sob o nome de Picada Herrmann. A primeira picada aberta foi Glück Auf (Picada Boa Sorte), hoje Bairro Canabarro, em 1858, junto com a criação da Colônia Teutônia. Os imigrantes alemães trouxeram em sua bagagem a força de vontade para trabalhar e prosperar, além da fé e o espírito comunitário, onde as famílias se uniram para criar a comunidade.

A comunidade de Linha Germano foi denominada de Melanchton, em homenagem a Philipp Melanchton, reformador, astrólogo e astrônomo alemão, principal líder do luteranismo após a morte de Martin Luther. A inauguração da atual igreja, em 1960, coincidiu com os 400 anos do falecimento e do legado de Philipp Melanchton.

Texto: Édson Luís Schaeffer
Foto: Édson Luís Schaeffer/divulgação

LEIA TAMBÉM