HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h


Símbolos


Teutônia tem como símbolos oficiais: a Bandeira Municipal, O Brasão Municipal e o Hino Municipal, conforme a Lei N.º 146, de 28 de abril de 1986.

Bandeira Municipal

Instituído pela Lei N.º 146, de 28 de abril de 1986. A autoria da bandeira é de Selby Wallauer.

A Bandeira Municipal de Teutônia está dividida em três partes: um triângulo verde, ocupando a porção superior direita, tendo o cateto vertical nove módulos e o horizontal quatorze módulos. Outro, branco, ocupando a porção inferior esquerda com as mesmas dimensões do anterior. Uma faixa vermelha entre as hipotenusas, ostenta três estrelas brancas acima de brasão, proporcionalmente distribuídas no décimo e décimo primeiro módulo.

A divisão do retângulo em três partes simboliza os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, poderes de atribuições diferentes mas harmônicos entre si.

A cor verde representa as propriedades rurais existentes no município, a fertilidade do solo, a exuberância das culturas e das matas – é símbolo de honra, civilidade, cortesã, alegria, abundância; é a cor simbólica da esperança” e, a esperança é verde, porque lembra as plantações verdejantes na primavera, fazendo esperar copiosa colheita.

A cor vermelha é o símbolo do amor pátrio, dedicação, intrepidez, coragem, valentia e perseverança.

A cor branca simboliza paz, amizade, trabalho, prosperidade e o espírito cristão dos teutonienses.

O conjunto branco e vermelho combinado com a orla preta do brasão, lembra as tradições e o folclore dos colonizadores, que sob a égide do estandarte do país do qual emigraram, desbravaram as matas, lançando assim as bases para a arrancada do desenvolvimento. O vermelho e branco faz lembrar os republicanos e federalistas de 1891, que aqui se confrontaram em defesa dos ideais democráticos.

As três estrelas simbolizam os ex-distritos do Município-mãe, Estrela, que unificados com a emancipação política formaram o ducentésimo quadragésimo quarto município gaúcho.

Brasão Municipal

Instituído pela Lei N.º 146, de 28 de abril de 1986. A autoria do brasão é de Selby Wallauer.

O Brasão de Armas de Teutônia, é descrito da seguinte forma: Sobre um campo branco de forma oval circundado por dois filetes pretos intercalados por um branco de sete módulos de altura e cinco módulos de largura, está aplicada uma Lira de cinco cordas.

Lira de cinco cordas, encimada por cinco torres, está dividida em cinco partes: A primeira pare inferior esquerda, sob um azul celeste, apresenta uma casa colonial típica em estilo enxaimel, tendo em sua retaguarda duas árvores e na sua frente um gramado verde e pequenos arbustos em flor; na segunda parte inferior direita, igualmente sob um azul celeste, deparamos com uma indústria com chaminé sendo ladeada por calçamento de cerâmica; o campo é verde; na terceira parte superior direita, uma pira inflamada de chamas rubras, um livro aberto descansando sobre uma estante – o campo é de cor amarelo claro e na quarta parte encontramos no primeiro plano, sobre uma base cor de solo fértil uma máquina saraquá e no fundo central, um pé de milho em floração e frutificação contrastando com o fundo amarelo claro. Um par de calçados em linha divergente situa-se sobre a base da lira e acima de um listrel, que contém em letras góticas o topônimo: “TEUTÔNIA” ladeado pelas datas “ 1858 e 1981”.

O Brasão tem a seguinte interpretação simbólica:
a) Teutônia consagrou-se como capital do canto coral adotando com justiça para contorno do Brasão a Lira que é a insígnia usada pelos coralistas desde os primórdios da colonização do município.
b) A coroa que sobrepõe é o símbolo universal dos brasões, que sendo de prata e de cinco torres, classifica a cidade representada como Capital dos Corais.
c) Os adornos laterais de folhas de acanto de origem coríntea são os símbolos do gosto pela arte.
d) Na primeira parte a casa colonial de porta e janelas abertas, de estilo enxaimel, herança arquitetônica dos pioneiros de origem germânica é símbolo da hospitalidade e da benevolência dos teutonienses. O azul claro nas duas partes inferiores simboliza o céu sereno do município e o espírito religioso do povo que eleva ao infinito seu olhar e pensamento em busca da proteção divina. A cor verde, as árvores e as flores simbolizam a preservação da flora – Verde é símbolo de honra, civilidade, alegria,abundância, é a cor simbólica da esperança e, a esperança é verde porque lembra os campos verdejantes na primavera fazendo esperar copiosa colheita.
e) Na segunda parte, a reprodução do prédio que abrigou a primeira indústria da ex-colônia simboliza o parque industrial, sustentáculo básico da economia do município.
f) Na terceira parte, a pira inflamada de chamas rubras representa a luz ferindo as trevas simbolizando o alto índice de alfabetização do município. O livro simboliza a educação e o ensino que está ao alcance de todos através das escolas comunitárias, municipais e estaduais. A cor amarelo na terceira e quarta parte é símbolo da sabedoria e da riqueza.
g) Na quarta parte a máquina saraquá, a terra revolvida e o pé de milho simbolizam o sistema minifundiário e o conjunto básico de trabalho do nosso agricultor que contribui decisivamente para o desenvolvimento dos setores secundários e terciários.

O par de sapatos de pau simboliza o artesanato embrião da industrialização e lembra a imigração das trezentas famílias westfalianas ao município no ano de 1869.

Hino Municipal

Instituído como símbolo oficial pela Lei N.º 146, de 28 de abril de 1986. A instituição do Hino Municipal de Teutônia se deu pela Lei N.º 1.430, de 19 de novembro de 1998. A autoria do hino é de Waltraude Wartschow.

Ouça o Hino Municipal de Teutônia

A minha terra, o meu chão querido
Conta a história dos seus ancestrais
Que cultivaram esta terra fértil
Lutaram sempre pelos ideais
Sua cultura, sua fé trouxeram
Enriquecendo quem os abrigou,
E os seus filhos hoje representam
Toda beleza que seu povo herdou.

Refrão: Teutônia, Teutônia, o nosso lema é:
Teutônia, Teutônia, pujança, vida e fé.

A minha terra esconde maravilhas,
A natureza é rica, esbanja cor,
O povo alegre e hospitaleiro,
É forte, humilde e trabalhador
Minha cidade, eu te amo muito
Eu lutarei para te engrandecer,
Sincero e belo é o meu desejo:
Quero-te rica, grande em saber.