HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Aproximadamente 10 toneladas de resíduos são recolhidos durante mutirão da Ação Consciência Limpa

Voluntários recolheram os resíduos ao longo de cinco quilômetros da ferrovia

28 de outubro, 10h25min

Paulo Sérgio Rosa
Cerca de 30 voluntários participaram da ação
Cerca de 30 voluntários participaram da ação

Sabe aquele papel de bala, saco de salgadinho, garrafa de bebida ou qualquer outro tipo de lixo que você joga pela janela do seu carro ao longo de uma rodovia ou na ferrovia? Talvez você imagina que aquele lixo sozinho não causará impacto e o problema do lixo acaba ali. Engano seu! Muita gente acaba tendo o mesmo pensamento. Você, e tantas outras pessoas, com sua atitude de atirar o lixo pela janela ou em qualquer lugar, só piora o problema. No final, a quantidade de lixo pode surpreender.
Um exemplo disso ocorreu no sábado, dia 26 de outubro. Numa primeira análise, os aproximadamente cinco quiômetros às margens da ferrovia, entre a Vila KS e a divisa com Paverama, pareciam ter pouco lixo. No entanto, nos primeiros metros em que em torno de 30 voluntários da Ação Consciência Limpa começaram a recolher o lixo, a realidade se mostrou diferente.

Foto: Paulo Sérgio Rosa
Mutirão foi realizado ao longo da ferrovia

Escondida entre a vegetação, a quantidade de lixo e tipo de materiais encontrados surpreendeu os voluntários. Móveis, eletrodomésticos, lonas, animais mortos dentro de sacos ou sacolas, pneus, muitas garrafas de água ou outras bebidas, medicamentos, entre inúmeros outros foram encontrados.
No total, estima-se que aproximadamente 10 toneladas de lixo foram recolhidos nestes cinco quilômetros. Para os voluntários, o sentimento de ter feito a diferença, ao mesmo tempo o pensamento de que a população ainda não entendeu a necessidade da correta destinação do lixo. Afinal, além do risco ambiental, muitos materiais recolhidos eram potenciais criadouros de vetores, entre eles, o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

Foto: Paulo Sérgio Rosa
Mutirão foi realizado ao longo da ferrovia

Para a secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Nara Regina Nichterwitz, o trabalho realizado pelos voluntários, assim como no ano passado, ficará na história de Teutônia. “É um trabalho que fará toda a diferença para Teutônia. O ideal seria não haver a necessidade de ações como esta, pois é preciso que cada cidadão faça a sua parte. Sabemos que é apenas o início, mas temos ciência de que, através da Ação Consciência Limpa, vamos colher bons frutos. Neste sentido, os voluntários são parte deste processo de criação de uma nova consciência”, frisa.
Nara acrescenta a necessidade de a população fazer a sua parte. “O problema do lixo não acaba quando você o tira de sua casa. Se você destina incorretamente o lixo, você está contribuindo com uma série de danos ao meio ambiente, além de criar lugares propícios para que mosquitos e outros animais, muitos deles peçonhentos, possam se desenvolver. Lembre-se que o lixo que você joga em lugar qualquer é o criadouro do mosquito que vai te incomodar amanhã”, adverte.
Entre os dias 14 e 18 de outubro, a Ação Consciência Limpa ainda contemplou palestras, ações de conscientização nas escolas do município. A Ação Consciência Limpa foi uma realização da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e do Conselho do Meio Ambiente. A iniciativa ainda contou com o apoio das Secretarias de Educação, de Saúde, de Assistência Social e Habitação, de Obras e de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, além da Vigilância Sanitária.

Foto: Paulo Sérgio Rosa
Mutirão foi realizado ao longo da ferrovia
Foto: Paulo Sérgio Rosa
Mutirão foi realizado ao longo da ferrovia

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer