HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Casos confirmados de Covid-19: idosos são minoria; pessoas de 18 a 29 anos são maioria

Medidas preventivas, dentre elas a vacinação domiciliar contra a gripe, contribuem com o baixo número de idosos com novo coronavírus

17 de junho, 10h34min

Agência Reuters
Idosos são minoria nos casos confirmados de Teutônia
Idosos são minoria nos casos confirmados de Teutônia

Até o final da tarde desta terça-feira, dia 16 de junho, Teutônia tinha o acumulado de 171 casos positivos de novo coronavírus (Covid-19) e nenhum óbito. Numa análise dos 122 casos confirmados até 05 de junho, idosos com 60 anos ou mais são a faixa etária com menos infectados pela doença, reflexo das diversas medidas protetivas adotadas pelo Município desde o início da pandemia. Maioria dos caso se concentra na faixa etária de 18 a 29 anos.

Casos confirmados - acumulado - 13/04 a 16/06/2020

Levando em conta os 122 casos positivos registrados em Teutônia entre os dias 13 de abril (1º caso confirmado) e 05 de junho, 44 (36,06%) são de pessoas de 18 a 29 anos, faixa etária que, em sua maioria, possui maior imunidade. Conforme a faixa etária vai aumentando, diminui o número de infectados. De 30 a 39 anos, são 28 pessoas; de 40 a 49 anos, 24; e de 50 a 59, 19. Já entre as pessoas com 60 anos ou mais, são apenas 7 infectados (5,7%), o que vai na contramão de muitos municípios, ainda mais que Teutônia não teve nenhum óbito devido à doença.

Na avaliação dos profissionais de saúde que integram o Comitê Municipal de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus e da Prefeitura de Teutônia, o baixo número de idosos infectados com Covid-19 é reflexo de todas as medidas protetivas adotadas pelo Município desde o início da pandemia. Dentre as medidas estão a vacinação domiciliar contra a gripe para esta faixa etária, evitando que os idosos se deslocassem até os postos de saúde.

Dentre as outras medidas estão suspensão das atividades coletivas da Melhor Idade, como reuniões e bailes, bem como o fechamento temporário de estabelecimentos que geralmente reúnem idosos, como bares e locais de recreação. Da mesma forma, a recomendação expressa para esta faixa etária de ficar em casa e sair somente se necessário, também contribuiu com este número.

Ao analisar estes números, o Comitê entende que todas as medidas tomadas até então foram acertadas. “Desde janeiro já falávamos sobre o coronavírus, quando a doença nem tinha chegado ao Brasil ainda. Sabemos que muitas medidas não foram simpáticas, mas preservamos muitas vidas, especialmente a dos idosos, um dos grupos de risco que mais preocupa”, coloca o coordenador da Vigilância Sanitária, Evandro do Canto Borba, que integra o Comitê.

Da mesma forma, o prefeito, Jonatan Brönstrup, avalia positivamente este dado. “Os números refletem o trabalho técnico incansável do Comitê, formado por profissionais altamente qualificados, que têm desempenhado um trabalho ímpar para a comunidade teutoniense. Temos plena confiança no trabalho realizado pelo Comitê. Muitas decisões podem ser antipáticas, mas está se prezando pela saúde da nossa população”, ressalta.

No entanto, mesmo que o números no que se refere à faixa etária sejam bons, é importante que a população não relaxe nas medidas protetiva ao novo coronavírus. “É de suma importância que toda a população continue seguindo todas as medidas de proteção e higienização, protegendo sua vida e a do próximo, especialmente aqueles que integram os grupos de risco, como os idosos”, enaltece clínico-geral Enrico Arthur Neiss, que também integra o Comitê.

No que se refere à gênero, a maioria dos casos é de homens com novo coronavírus. Dos 122 casos, 70 são do sexo masculino, o que corresponde a 57,38%. As mulheres representam 42,62%, ou seja, 52 casos confirmados com Covid-19.

Outro perfil que é possível traçar a partir dos dados fornecidos pela Vigilância Epidemiológica de Teutônia se refere às localidades com incidência de casos de Covid-19. Bairro Canabarro aparece na frente, com 55 casos (45,08%). Mas, cabe ressaltar que o Bairro Canabarro concentra aproximadamente 45% da população de Teutônia. Sendo assim, a proporção de número de casos por população de cada bairro pode ser considerada uma das menores no Bairro Canabarro.

No número de casos confirmados acumulado até esta terça-feira, dia 16 de junho, com base nos boletins epidemiológicos emitidos diariamente, se percebe uma crescente média de 1 a 2 casos por dia. Na primeira semana de junho, ocorreu um salto nos números, com quatro dias consecutivos com mais de 10 novos casos confirmados diariamente, devido à testagem feita por uma empresa em seus colaboradores dos frigoríficos. No dia 13 de junho, um novo salto de casos, desta vez 21 novos, também em função de testagem em massa em empresas.

Ainda que o número de casos de novo coronavírus esteja crescente, muitos infectados estão assintomáticos. Da mesma forma, se observou uma redução considerável na procura pelos postos de saúde em função de outras doenças respiratórias. Mesmo com este cenário, o Município permanece em alerta, especialmente com a chegada do inverno, em que se observa um aumento de doenças respiratórias.

Para isso, foi estruturado o Centro Temporário de Atendimento às Doenças Respiratória junto ao pavilhão da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Redentor, no Bairro Canabarro. “O espaço será usado no caso de um aumento abrupto da demanda de casos respiratórios, a fim de evitar a circulação desses pacientes pelas unidades de saúde do município e redirecionar o fluxo, evitando que casos leves sobrecarreguem a emergência do Hospital Ouro Branco”, explica o clínico-geral Enrico Arthur Neiss.

Por ora, não houve ainda a necessidade de abertura do Centro Temporário de Atendimento às Doenças Respiratória, que tem horário de atendimento previsto das 7h30 às 21h30 e contará com médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem. “Esperamos não precisar utilizar este espaço. Mas, se houver a necessidade, temos as estruturas física e de pessoal preparadas”, frisa Neiss.

Em tempo: integram o Comitê de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus de Teutônia profissionais médicos, enfermeiros e farmacêuticos da rede de atenção básica de saúde, das vigilâncias Epidemiológica e Sanitária, do Hospital Ouro Branco, da Secretaria de Saúde e representantes do Executivo e da CIC. Uma vez por semana, representantes das secretarias de Saúde de municípios vizinhos, conveniados ao Hospital Ouro Branco, participam das reuniões, visando troca de experiências e padronizando processos no que se referem a fluxos na casa de saúde.

 

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer