HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Cooperativas escolares iniciam atividades do ano com formação

26 de março, 17h13min

divulgação
Alunos representantes das cooperativas escolares tiveram qualificação
Alunos representantes das cooperativas escolares tiveram qualificação

As 10 cooperativas escolares de Teutônia já estão desenvolvendo suas atividades para o ano de 2019, através da execução dos seus objetos de estudo, além de outras ações. Para alinhar a metodologias de trabalho, a Secretaria de Educação, juntamente com a Sicredi Ouro Branco e o coordenador dos projetos das cooperativas escolares da região, Everaldo Marini, oportunizaram momentos de qualificação e formação. Pela Sicredi Ouro Branco, coordenam o projeto a assessora de Relacionamento Margarete Elisa Mallmann e assistente de Relacionamento Raquel Schwingel.
A primeira qualificação ocorreu no final de fevereiro, na Lagoa da Harmonia, para os professores coordenadores. Na oportunidade, foi reforçada a importância do projeto nas escolas e nas comunidades atingidas direta e indiretamente pela iniciativa, bem como discutir e solucionar os desafios e eventuais dificuldades que as cooperativas escolares têm.

Foto:
Professores coordenadores também tiveram momento de formação
Foto:
Professores coordenadores também tiveram momento de formação
Foto:
Professores coordenadores também tiveram momento de formação

Já em março, foi a vez dos alunos representantes das cooperativas terem um momento de formação e qualificação, tendo como local o auditório 3 da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC). Na ocasião, foi discutido o papel das cooperativas escolares e, através de dinâmicas, quais os objetivos que se pretende alcançar com a iniciativa em cada educandário.
A iniciativa das cooperativas escolares visa a criação de associações de estudantes, com finalidade educativa, nas quais alunos são incentivados a desenvolver atividades econômicas, sociais e culturais em benefício dos jovens associados. Também trabalham a formação de futuros líderes, gestores, empreendedores e cidadãos.

Foto:
Alunos representantes das cooperativas escolares tiveram qualificação
Foto:
Alunos representantes das cooperativas escolares tiveram qualificação

Através destas organizações os estudantes vivenciam princípios do cooperativismo, participam do desenvolvimento de projetos, oficinas e trabalham disciplinas como gestão, educação financeira, cooperativismo e outras. A adesão das escolas é voluntária e as cooperativas devem ser formadas somente por alunos. Estes terão suporte pedagógico para a implantação e desenvolvimento do programa e um professor orientador.
Teutônia conta atualmente com 10 cooperativas escolares, sendo sete de escolas da rede municipal. “Procuramos oportunizar estes momentos de formação, para que professores e alunos se sintam motivados com a iniciativa, que tem trazido reflexos positivos tanto nas escolas quanto nas comunidades em que as cooperativas escolares atuam. Afinal, são reforçados e resgatados valores importantes para essas lideranças do futuro”, ressalta a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação, Arminda Regina Mariani Hepp.
Conforme a secretária de Educação, Rosana Schneider Rührwiem, através das cooperativas escolares Teutônia reforça e mantém a sua tradição do cooperativismo. “Através das cooperativas escolares, fomentamos nos jovens os princípios do cooperativismo – adesão voluntária, democracia, associativismo, autonomia, intercooperação, educação e compromisso com a comunidade – e de lideranças, que construirão um futuro melhor”, frisa.

COOPERATIVAS ESCOLARES DE TEUTÔNIA

– Eccuart, da EMEF Dom Pedro I, da Linha Clara
– Coop 24 de Maio, da EMEF 24 de Maio, do Loteamento 8
– Coope, do Ieceg, do Bairro Canabarro
– Coopeat, dos jovens aprendizes do Colégio Teutônia, do Bairro Teutônia
– Coopect, do Colégio Teutônia, do Bairro Teutônia
– Coopemef, do CEMEF Leonel de Moura Brizola, do Bairro Centro Administrativo
– Cooperales, da EMEF Leopoldo Klepker, do Bairro Alesgut
– Cooperas, da EMEF Professor Alfredo Schneider, do Bairro Teutônia
– Coopertec, da EMEF Professor Teobaldo Closs, do Bairro Canabarro
– Cooper Vilapop, da EMEF Professor Guilherme Sommer, da Vila Popular.

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer