HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Duas agroindústrias iniciarão fase de testes em breve

Um empreendimento abaterá bovinos para comercialização de carnes, enquanto o outro produzirá queijos

24 de novembro, 14h00min

divulgação
Frigorífico também deve iniciar testes e produção em breve
Frigorífico também deve iniciar testes e produção em breve

As agroindústrias são uma das formas de gerar renda e ter qualidade de vida no campo. Durante o ano, novas agroindústrias aderiram ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM)sendo que duas iniciarão a fase testes nos próximos dias, para então estarem aptas para comercializarem os seus produtos. Um empreendimento abaterá bovinos para comercialização de carnes, enquanto o outro produzirá queijos.

Para o prefeito, Jonatan Brönstrup, as agroindústrias são importantes alternativas de renda e qualidade de vida no campo. “O setor primário de Teutônia tem sido destaque na região. A adesão ao Susaf e as demais ações voltadas às agroindústrias vêm agregar essa referência. Ao mesmo tempo, se estimula os produtores a investirem em suas propriedades com a construção de agroindústrias, o que gera renda e qualidade de vida no campo”, sublinha.

Foto: divulgação
Queijaria deve iniciar os testes ainda nesta semana

Um dos novos empreendimentos está localizado na Linha Welp. A família Zart está investindo em um frigorífico para o abate de bovinos, em uma moderna planta industrial. Os produtos serão comercializados nos três supermercados da família no município, nos bairros Languiru, Alesgut e Teutônia.

Já na Linha São Jacó, a família Jacobs está investindo na construção da agroindústria familiar de queijos Dorfkäse. No local, serão produzidos, inicialmente, queijos coloniais. Posteriormente, a intenção é produzir produtos diferenciados, como queijos temperados e maturados, visando também o turismo. Nesta semana ainda devem iniciar os testes dos primeiros produtos. Na propriedade, são produzidos de 1.300 a 1.600 litros de leite por dia, sendo que, de início, cerca de 50% deve ser utilizado na agroindústria.

Foto: divulgação
Queijaria deve iniciar os testes ainda nesta semana
Foto: divulgação
Queijaria deve iniciar os testes ainda nesta semana
Foto: divulgação
Queijaria deve iniciar os testes ainda nesta semana
Foto: divulgação
Queijaria deve iniciar os testes ainda nesta semana

Na semana passada, a Secretaria de Agricultura e o SIM de Teutônia realizaram visitas a estes empreendimentos, para verificar o andamento da fase de pré-testes e indicando adequações necessárias antes das vistorias oficiais, que também ocorrerão nos próximos dias. Após isso, será possível iniciar a produção e a comercialização dos produtos.

A médica-veterinária e coordenadora do SIM, Candice Schmidt, ressalta que as agroindústrias de Teutônia estão colhendo bons frutos. “As agroindústrias estão sentindo, no dia a dia, a importância do seu trabalho, de investir na qualidade dos seus produtos, pois estarão agregando valor e renda a aquilo que produzem com amor e carinho”, pontua.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Rudimar Cerutti, coloca que Teutônia deu passos gigantescos no que se refere aos serviços de inspeção, a partir da regulamentação do SIM e a adesão ao Susaf. “Hoje temos a certeza que as nossas agroindústrias oferecem produtos de qualidade e seguros ao nosso consumidor, como é o caso destes dois novos empreendimentos, que estão investindo em modernas plantas. Aos consumirmos produtos das nossas agroindústrias, além dos produtos de qualidade, valorizamos e agregamos renda aos nossos produtores, gerando, consequentemente, mais qualidade de vida no campo e na cidade”, ressalta.

Atualmente, são 12 agroindústrias registradas no SIM de Teutônia, sendo uma queijaria, uma fábrica de laticínios, três granjas avícolas, um entreposto de beneficiamento de produtos de abelhas e derivados e seis unidades de beneficiamento de carne e produtos cárneos. Dentre essas, as três granjas avícolas (Granja Colonial Kocoricó, Granja Schumann e Granja K´Ovo), o entreposto de mel (Associação Teutoniense de Apicultores) e duas das unidades de beneficiamento de carne (Kolonie Haus e Gauchinho Alimentos) têm o selo do Susaf, podendo comercializar os seus produtos em todo o Estado.

Foto: divulgação
Frigorífico também deve iniciar testes e produção em breve
Foto: divulgação
Frigorífico também deve iniciar testes e produção em breve
Foto: divulgação
Frigorífico também deve iniciar testes e produção em breve
Foto: divulgação
Frigorífico também deve iniciar testes e produção em breve

Olhar especial às agroindústrias

Umas das primeiras ações adotadas pela Prefeitura de Teutônia em 2017 foi implementar a legislação pertinente, através de decretos e leis, do Sistema de Inspeção Municipal. Em outras palavras, já havia o SIM, mas não tinha a legislação. Com isso, o SIM ainda passou a atuar em outras frentes. Em parceria com a Vigilância Sanitária, passou a executar ações de educação sanitária e de combate à clandestinidade e produtos sem inspeção no comércio local, tudo visando a segurança alimentar e a qualidade dos produtos para o consumidor final.

Para atender a demanda, ainda foi contratado, através de concurso, mais um médico-veterinário. Sendo assim, hoje são três profissionais que atuam junto ao órgão. Além da Candice Schmidt e da auxiliar de inspeção Marciléia Bothmann Leonhardt, o médico veterinário Gustavo Plautz também está atuando na fiscalização e orientação às agroindústrias, conforme exigências da legislação: embutidos e carnes, semanalmente; leite e derivados, semanalmente; e mel e ovos, quinzenalmente.

Desde o início de 2017, atendendo a solicitação das agroindústrias, a Secretaria de Agricultura também iniciou os trâmites para a adesão ao Susaf. Houve duas auditorias da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural e, no dia 21 de novembro de 2018, foi publicada no Diário Oficial do Estado a Portaria 549/2018, que dispõe sobre a adesão do município ao Susaf.

Com isso, cinco agroindústrias já puderam entregar ao SIM a documentação, que foi remetida à Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal, do Departamento de Defesa Agropecuária da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural. Uma vez remetida toda a documentação ao órgão estadual, em aproximadamente 20 dias a agroindústria já recebe a autorização para utilizar o selo do Susaf.

Além disso, houve a regulamentação da Feira do Produtor Rural, o que possibilitou a venda dos produtos das agroindústrias teutonienses. Em 2018 também houve reajuste no valor repassado, via incentivo, para a construção, reforma e ampliação de agroindústrias. A nova legislação municipal prevê, para construção e ampliação, o auxílio financeiro de R$ 40,00 por metro quadrado; e, para reforma, R$ 20,00 por metro quadrado reformado.

 

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer