HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Escolas Municipais de Educação Infantil terão atendimento em turno fixo

O escalonamento ocorrerá de forma semestral, e não mais semanal

4 de fevereiro, 15h42min

Imprensa Teutônia

Nos últimos dias, a Administração Municipal de Teutônia, através da Secretaria Municipal de Educação (SME), após receber diversas solicitações e sugestões, decidiu reavaliar a forma de retomada das aulas para as escolas municipais de educação infantil. A situação dos turnos escalonados foi debatida novamente entre a coordenação e os profissionais da educação, a fim de estabelecer um equilíbrio entre o processo pedagógico e a dificuldade que seria esta modalidade para as famílias.

A nova alternativa, para resolver a situação, consiste em tornar fixo o turno de atendimento nas escolas, porém, escalonar o semestre. Ou seja, serão criados dois grupos, os quais serão divididos em dois turnos. O grupo 1 virá no primeiro semestre no turno da manhã, e o grupo 2 no turno da tarde. No segundo semestre, o grupo 2 virá no turno da manhã e o grupo 1 no turno da tarde. Dessa forma, facilita a organização das famílias, e pode-se contemplar também o processo pedagógico.

Esta nova opção será incluída no Plano de Ação para 2021, o qual será apresentado ao Conselho Municipal de Educação para análise e aprovação. O Plano está em fase se elaboração e será apresentado aos conselheiros durante o mês de fevereiro.

O atendimento presencial, nas Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI’s), retornou no dia 25 de janeiro para as crianças que já frequentavam a escola no final do ano de 2020, ou que não precisavam passar por processo de adaptação. Já o ano letivo terá início, oficialmente, na próxima segunda-feira, dia 08 de fevereiro.

O principal objetivo da SME é oferecer aos alunos o melhor ensino aprendizagem, observando também a necessidade e importância da socialização e interação no meio escolar. O plano de ação contempla a legislação municipal e estadual vigentes, assim como o plano de contingência, através do qual estão definidos os protocolos sanitários e epidemiológicos.

 

O QUE MUDOU?

A grande maioria das famílias, com filhos matriculados nas escolas municipais de educação infantil, têm procurado às escolas a fim de reingressar às aulas, o que fez com que a demanda aumentasse consideravelmente. Com isso, aproximadamente 350 crianças retornarão às salas de aula nesta segunda-feira.

 

COMO ERA EM 2020? O QUE MUDOU PARA 2021?
Somente as turmas de 3 a 5 anos eram atendidas nas escolas. Todas as turmas, de 0 a 5 anos passarão a ser atendidas.

 

Atendimento de até 4 horas por turno. Atendimento de até 4 horas por turno, com tolerância extra de 1 hora, autorizado pelo COE, a fim de administrar a entrada e saída das crianças.

 

Turmas reduzidas. Flexibilização da quantidade de alunos por turma em cada turno, desde que a escola atenda ao decreto estadual, que regula a taxa de ocupação em até 50% da capacidade do espaço físico.

 

 

Essas mudanças foram autorizadas pelo Comitê de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus (COE), e passam a regular as atividades em todas as escolas de educação infantil do município.

Com relação ao atendimento de uma hora a mais por turno, o objetivo é realizar um trabalho de conscientização e prevenção ao coronavírus com as crianças, de forma lúdica e interativa. Em sala de aula, com as professoras, as crianças permanecerão durante o período de quatro horas, em cumprimento ao decreto estadual. Essa uma hora a mais corresponde ao período destinado a recepção e saída dos alunos, oportunidade em que serão desenvolvidas as ações de conscientização.

O retorno das atividades em turno integral ainda não é possível, pois é preciso atender ao decreto estadual de distanciamento e taxa de ocupação dos espaços físicos, ao qual o município está atrelado.

 

PROTOCOLO PARA AULAS PRESENCIAIS

O protocolo sanitário continuará sendo cumprido. A temperatura será aferida na entrada da escola. Se estiver igual ou superior a 37,8 graus ou apresentar sintomas gripais, a orientação é acompanhar a evolução do caso e procurar o serviço de saúde. Os responsáveis serão chamados e deverão buscar seu filho imediatamente.

O acesso dos pais e/ou responsáveis ao interior da escola continua proibido, assim como a aglomeração de pessoas na entrada e na saída do prédio.

É obrigatório o uso de máscara de proteção facial pelos adultos que frequentam e se dirigem à escola. Para crianças menores de 6 anos o uso de máscara não é obrigatório dentro da sala de aula, segundo nota Informativa 27 CEVS/COE/SES -RS, de 14/10/2020, revisada em 12/11/2020.

As famílias deverão assinar um termo de responsabilidade e consentimento, autorizando o estudante a frequentar as aulas de forma presencial, conforme cronograma enviado pela escola.

O atendimento presencial poderá ser suspenso em virtude de alterações nos protocolos de distanciamento social estabelecidos pelo governo estadual e/ou municipal.

 

IMPRENSA TEUTÔNIA