HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Mais de 100 vozes cantam e encantam em Teutônia

23 de maio, 15h32min

Édson Luís Schaeffer
Tradição teutoniense do canto coral foi evidenciada durante o Festival de Coros
Tradição teutoniense do canto coral foi evidenciada durante o Festival de Coros

O Grêmio Cultural e Recreativo Teutoniense, no Bairro Teutônia, foi tomado pelos cantos e encantos dos corais na tarde desta quinta-feira, dia 23 de maio. Mais de 100 vozes evidenciaram a tradição do canto coral durante o Festival de Coros da Melhor Idade.
O encontro foi organizado pelo Coral Municipal Anos Dourados, que conta com integrantes da Terceira Idade, e pela Secretaria de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Teutônia. A programação contou com a apresentação de cinco coros, mostrando o porquê Teutônia ostentar o título de Capital Nacional do Canto Coral.

Foto: Édson Luís Schaeffer
Tradição teutoniense do canto coral foi evidenciada durante o Festival de Coros

Além do coral anfitrião, também participaram o Coral Feminino da Associação Atlética do Banco do Brasil Vida e Canto, de Encantado; Coral da Terceira Idade de Mato Leitão; Coral Vozes Plenas da Sogipa, de Porto Alegre; e Coral Martin Luther, do Bairro Languiru (Teutônia). Cada coral apresentou três canções, evidenciando a diversidade musical e cultural da região. Canções religiosas, populares, tradicionalistas, alemãs e italianas integraram o repertório da tarde.

Foto: Édson Luís Schaeffer
Coral Municipal Anos Dourados foi o anfitrião do encontro

Segundo o maestro e regente do Coral Municipal Anos Dourados, Martin Altevogt, o principal objetivo do Festival de Coros é a integração. “A Terceira Idade anseia por momentos culturais, que conseguimos oportunizar através do Festival de Coros. Momento de troca de experiências e novas amizades, além de manter esta linda tradição. Aqui temos pessoas que já cantam em corais há muitos anos. Corais da Terceira Idade é um movimento que está crescendo ano após ano”, frisou.
O vice-prefeito, Valdir Oliveira do Amaral, em seu pronunciamento de abertura, deu as boas-vindas a todos os participantes do Festival de Coros. “Bem-vindos à Capital Nacional do Canto Coral. Nos orgulhamos deste título, pois, através dos corais, outorgarmos nossa proposta, de trabalhar pelas pessoas Parabéns por manterem viva esta linda tradição”, ressaltou. O vereador Cleudori Paniz, da mesma forma, deu as boas vindas aos coralistas e destacou a importância de manter a tradição do canto coral.
O Coral Municipal Anos Dourados de Teutônia foi fundado em 2009 com o intuito de prestigiar e valorizar a experiência das pessoas da Melhor Idade na cultura do canto coral. Da mesma forma, o coral, que é mantido pela Secretaria de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer do Município, tem o objetivo de manter e qualificar a tradição legada pela colonização germânica, dando continuidade a prática do canto coral. Desde 2017, conta com a regência do maestro Martin Altevogt, formado em Regência Coral na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Foto: Édson Luís Schaeffer
Festival de Coros da Melhor Idade trouxe a riqueza musical a Teutônia

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer