HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Município assina convênio com a Associação dos Coros de Teutônia

Através do termo de fomento, Município repassará recurso à entidade, com a finalidade de promover o canto coral e auxiliar os coros filiados à Acote

8 de dezembro, 9h20min

Paulo Sérgio Rosa
A assinatura do termo de fomento ocorreu nesta segunda-feira
A assinatura do termo de fomento ocorreu nesta segunda-feira

Teutônia é a Capital Nacional do Coral, título que valoriza a tradição trazida com os imigrantes alemães, que começaram a colonizar a região desde 1858. Os anos foram passando, mas a tradição foi passando de geração em geração. Hoje, Teutônia conta com mais de 50 corais em atividade, sendo 41 filiados à Associação dos Coros de Teutônia (Acote).

Para fomentar a tradição e auxiliar as entidades que mantém viva esta tradição, a Prefeitura de Teutônia assinou, na segunda-feira, dia 7 de dezembro, o Termo de Fomento Nº 03/2020 com a Acote. O convênio prevê a execução do projeto Encantando Gerações Virtual, sendo a forma legal encontrada pela Administração Municipal para auxiliar os corais.

O Município repassará R$ 83.500,00 à entidade. Por consequência, a Acote fará o repasse do recurso a 38 corais filiados. O Coral Municipal, o Coral Municipal Anos Dourados e o Coral Municipal Infantojuvenil também são filiados à entidade, mas não recebem o recurso do projeto por serem mantidos pelo Município.

O prefeito, Jonatan Brönstrup, lembra que a parceria é uma das formas de valorizar a tradição trazida com os antepassados. “Os corais são de extrema importância para o município, pois mantém a nossa essência, a nossa cultura. Além disso, as associações de canto tiveram e ainda têm a função de formar lideranças e manter as comunidades fortes, sem contar que os coros são importante meio de convívio social, mesmo em época de pandemia, onde muitas entidades tem se reinventado. Por isso, nada mais justo que renovar esta parceria com os nossos corais”, frisa.

O projeto Encantando Gerações, que já vinha sendo executado anos anteriores, foi adaptado para este novo termo de fomento, em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Neste sentido, a iniciativa tem como objetivo o acesso à cultura, a formação musical e a formação de plateia, de forma online, com conteúdos gratuitos e de qualidade, disponibilizados em plataformas digitais, destinado aos coralistas e estudantes do município, integrando assim as gerações através de oficinas e apresentações, com repertório variado de música popular, folclórica, erudita nacional e internacional.

A iniciativa ainda visa a contratação de maestros e regentes para capacitar os coralistas de 38 coros durante o período de pandemia, assim como elaborar cronograma de atividades à distância; custear gastos administrativos e financeiros da entidade; e divulgar o canto coral através da plataformas digitais, levando a cultura do canto coral para as pessoas que estão em isolamento social, permitindo que integrantes dos coros possam praticar e vivenciar esta modalidade, preservando e dando continuidade à tradição.

Para a presidente da Associação, Rosita Jussara Schneider, a parceria entre a entidade o Município possibilita complementar as despesas dos corais. “O convênio não garante a subsistência total dos grupos, porem é imprescindível, pois está muito difícil a manutenção especialmente dos regentes, profissionais contratados. Alguns coros possuem associados, porém a grande maioria se mantém pela realização de eventos, que neste ano não houveram e anteriormente nem sempre davam resultado suficiente para manter os custos dos grupos”, explica.

Rosita ainda reforça a tradição do canto coral que existe no município. “O canto coral é centenário, veio junto com os imigrantes e é um dos responsáveis pela formação associativista e cooperativa do nosso município, pois através das reuniões e do canto, exercita-se a harmonia, a disciplina e a união das vozes para uma bela execução musical. Desejamos profundamente que o município se mantenha valorizando e incentivando a renovação desse espaço artístico, pois ostentar o titulo de Capital Nacional do Canto Coral gera maior responsabilidade e muito orgulho”, sublinha.

Desde o dia 22 de dezembro de 2017, Teutônia é oficialmente a Capital Nacional do Canto Coral. A Lei Federal nº 13.563, que dá ao município o título, foi sancionada pelo então presidente Michel Temer no dia 21 de dezembro de 2017. O projeto para tornar Teutônia a Capital Nacional do Canto Coral tramitou no Congresso Nacional por cerca de sete anos. São mais de 1 mil coralistas que se dedicam à atividade.

 

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer