HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Potencialidades do turismo de Teutônia em debate

Encontro reuniu empreendedores, técnicos e interessados na área, visando o protagonismo turístico do município na região no Estado

31 de maio, 17h00min

Édson Luís Schaeffer
O fortalecimento do turismo foi discutido durante o encontro
O fortalecimento do turismo foi discutido durante o encontro

Em uma tempestade de ideias na noite desta segunda-feira, dia 27 de maio, as potencialidades turísticas de Teutônia estiveram em destaque, com o objetivo de retomar o protagonismo do município deste setor no Vale do Taquari, e também, no Estado. O encontro, realizado na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), foi a oportunidade para técnicos, empreendedores turísticos e interessados na área discutirem o potencial e, também, as dificuldades do setor. O resultado foi a motivação do público presente no encontro em seguir debatendo o turismo em Teutônia.
O momento foi oportunizado pela Administração Municipal de Teutônia, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, em parceria com o Sebrae e com a Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales). Durante o encontro, foi lembrado que Teutônia foi pioneira no Vale do Taquari na criação de uma rota turística, servindo de exemplo para outros roteiros na região posteriormente.
E é este protagonismo que o município quer retomar, diante das diversas potencialidades que favorecem o turismo em Teutônia, que pode servir como oportunidade renda, negócios e geração de empregos. “Entendo que podemos mais e confiamos no nosso grande potencial no turismo. Vamos fazer esta construção em conjunto. Turismo é sinônimo de receita, de renda, de empregos, tanto na área urbana quanto no grande potencial que temos no turismo rural”, frisou.
Dentre as potencialidades citadas durante o encontro estão: localização geográfica, estando ao lado da Serra Gaúcha e próxima da Região Metropolitana; natureza exuberante; paisagens de tirar o fôlego; riqueza cultural; riqueza histórica; oportunidade de fomento ao turismo rural e de edificações antigas; entre outras.

Foto: Édson Luís Schaeffer
Técnicos enalteceram o potencial turístico de Teutônia

Antes da tempestade de ideias, o jornalista Alício de Assunção apresentou o projeto Passeios na Colônia, que consiste na realização de caminhadas orientadas e contemplativas ao longo de propriedades rurais, pinguelas, igrejas, capitéis, mananciais, cascatas, artesanato, gastronomia, cultura e receptividade de pequenos moradores. A iniciativa é realizada desde 2011 e já percorreu 2.500 quilômetros em 140 caminhadas. Mais de 20 mil caminhantes já percorreram 56 municípios e 200 pequenas localidades através do projeto.
Assunção lembrou que Teutônia tem um grande potencial para se desenvolver no turismo. “As condições do município são favoráveis ao desenvolvimento do turismo. Teutônia reúne potencialidades que serão capazes de atrair milhares de pessoas. E nós queremos ser parceiros nisso”, afirmou.
O presidente da Amturvales, Leandro Arenhart, iniciou sua fala citando cases de Arroio do Meio, como a sua pousada junto ao Morro São José e de uma propriedade de meio hectare que possui produção agroecológica de alimentos, locais que vem atraindo muitos turistas. “Teutônia é incrível com suas belezas naturais e reúne todas as condições para crescer na área turística. A Amturvales quer muito ajudar o município e colocar os turistas para visitarem Teutônia”, sublinhou.
A turismóloga da Amturvales, Lizeli Bergamaschi, frisou que o Vale do Taquari mexe com a felicidade dos turistas, que saem impressionados da região. “Queremos ser o 3º maior polo turístico do Estado, pois aqui temos um turismo barato e de qualidade. Teutônia pode nos auxiliar muito para alcançarmos este objetivo, afinal, turismo é dinheiro limpo, é uma indústria sem chaminé”, pontuou.
Para a gerente regional do Sebrae, Liane Klein, o turismo é sinônimo de fonte de renda, o que pode auxiliar o Vale a se diferenciar no Estado. “Nossa região é um dos primeiros atrativos pós Serra Gaúcha. Por isso, as pessoas daqui precisam ver o potencial de sua propriedade ou empreendimento”, ressaltou.
O gestor de projetos de comércio e serviços do Sebrae, Diego Zenkner, colocou que o turismo depende de um trabalho coletivo e lembrou que os pequenos detalhes fazem toda a diferença. “Não precisamos criar roteiros para haver turismo. Pode ser um simples destino, pois muitos turistas não querem mais seguir um roteiro fechado”, enalteceu.
O titular da pasta, Sidnei Eckert, ressalta que o este diálogo precisa ser permanente. “As pessoas que têm a ideia de investir e que vêem no turismo esta oportunidade de negócio ou que já estão empreendendo nesta área, junto com o poder público e técnicos, precisam construir e discutir como podemos desenvolver o turismo em Teutônia”, enalteceu.
O grupo voltará a se reunir no dia 24 de junho, novamente na CIC, para dar continuidade às discussões e à elaboração de um plano de metas e ações para alavancar o turismo no município. Interessados na área estão convidados a participar. “Através da união de esforços vamos alavancar e fortalecer o turismo de Teutônia”, pontuou a turismóloga da Prefeitura, Ângela Simone de Castro.

Foto: Édson Luís Schaeffer
Prefeito Jonatan Brönstrup colocou a importância de se fortalecer o turismo

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer