HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Prefeitura de Teutônia inicia cadastramento de agentes e trabalhadores da cultura

O interessado deve preencher um formulário online disponível no site da prefeitura. Objetivo é nortear a elaboração de políticas públicas para o município, além de agilizar o repasse de recursos, como os da Lei Aldir Blanc

28 de julho, 9h51min

Édson Luís Schaeffer
Cadastro norteará a elaboração de políticas públicas para o município na área cultural
Cadastro norteará a elaboração de políticas públicas para o município na área cultural

A Prefeitura de Teutônia, por meio da Secretaria de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, iniciou nesta terça-feira, dia 28 de julho, o cadastramento para agentes culturais e trabalhadores da cultura do município. O objetivo é organizar a cadeia produtiva do setor, servindo para a construção de indicadores culturais e nortear a elaboração de políticas públicas para o município, além de agilizar o repasse de recursos, como os da Lei Aldir Blanc (Lei de Emergência Cultural).

Compreendem-se agentes e trabalhadores da cultura, todos aqueles que participam de cadeia produtiva dos segmentos artísticos e culturais, incluindo artistas, contadores de histórias, produtores, técnicos, curadores, oficineiros e professores de escolas de arte e música. O cadastro ocorre de forma online.


Para fazer o cadastro, basta acessar https://www.teutonia.rs.gov.br/cadastro-de-cultura/ e preencher o formulário, que consiste em quatro etapas: segmento cultural (1ª), pessoa física ou jurídica (2ª), informações pessoais, de contato e área de atuação (3ª e 4ª). Preenchido todo o questionário, é só clicar em “Enviar”. O formulário também pode ser localizado na seguinte forma: acesse www.teutonia.rs.gov.br, procure pelo menu lateral “Acesso Rápido” e clique em “Cadastro de Cultura”.


A Lei Aldir Blanc, como é denominada a Lei Federal 1.075/2020 sancionada no dia 29 de junho em homenagem ao artista que morreu este ano de Covid-19, destinará ao todo R$ 3 bilhões para os trabalhadores do setor, subsídios mensais para manutenção dos espaços culturais e outros instrumentos como editais, chamadas públicas e prêmios durante a pandemia de coronavírus. A expectativa é de que Teutônia receba R$ 252.627,64

Conforme o secretário de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Jean Marcos de Melo Galvão, o cadastro não garante, por exemplo, que todos receberão os valores disponibilizados pela Lei Aldir Blanc. No entanto, o cadastramento municipal permitirá que a Secretaria de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer saiba quem são os artistas e demais envolvidos na área para programas e ações futuras, inclusive projetos que poderão desenvolvidos com recursos municipais. “Será uma forma de democratizar o acesso de recursos ao maior número possível de agentes e movimentos culturais”, salienta.

 

Segmentos culturais

– Artes Plásticas, Arte Visual e Audiovisual: artes gráficas, artes de intervenção urbana, cinema, fotografia, TV e rádio (imagens e fotos narradas, documentários, curtas, longas e outros);

– Artes Cênicas: circo, dança, fantoches e bonecos, mágica, marionete, mímica, teatro, ópera e congeneres;

-Artesanato: cerâmica, escultura, gravura, mosaico, pintura e afins;

– Corais;

– Empresas, Produtores, Empreendedores, Agentes e Trabalhadores da Cultura;

– Literatura, Biblioteca e Escritores  (livros, gibis, periódicos, revistas, informativos de caráter cultural, pesquisas e derivados);

– Música, Músicos, Bandas e Orquestras;

– Patrimônio Histórico, Cultural e Natural (bens materiais e imateriais);

– Tradicionalismo Gaúcho.

 

 

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer