HORÁRIO DE ATENDIMENTO De segundas às sextas-feiras,
das 7h30min às 11h30min, 13h às 17h

Teutônia apresenta projeto de oficinas e enquete sobre possível retomada presencial das aulas

Enquete realizada pela Secretaria de Educação e Comitê Municipal de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus foi apresentada em reunião aberta nesta terça-feira

17 de novembro, 5h12min

Édson Luís Schaeffer
Números da enquete e o projeto foram apresentados em reunião aberta
Números da enquete e o projeto foram apresentados em reunião aberta

Durante reunião aberta na manhã desta terça-feira, dia 18 de agosto, o Comitê Municipal de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus de Teutônia apresentou os números de uma enquete feita pela Secretaria de Educação juntos às famílias atendidas pelas redes municipal, estadual e particular de ensino. Na oportunidade ainda, o Colégio Teutônia apresentou um projeto piloto de oficinas, que poderá ser implementado, de forma semelhante, nas escolas municipais e servirá de ensaio para uma possível e futura retomada das aulas presenciais.

A enquete foi desenvolvida de forma colaborativa e enviada para as famílias que possuem seus filhos matriculados nas redes municipal, estadual e privada. Foram 4.013 respostas, sendo que o questionário procurou traçar um perfil de como estão sendo desenvolvidas as atividades remotas no município.

Ao serem questionados sobre “Quando a escola retomar as aulas presenciais, de forma escalonada e atendendo protocolos de segurança, você enviaria seu filho à instituição de ensino?”, 1.537 (38,3%) pais responderam que Sim; 1.022 (25,5%) responderam que Não; e 1.454 (36,2%) responderam que têm dúvidas.

A enquete ainda apontou que 19,8% (4.013) dos pais tem seu filho acometido a alguma comorbidade e se enquadrando no grupo de risco para Covid-19; 6,3% (253) tem alguém do grupo familiar que já deu resultado positivo para Covid-19; e 96% (3.852) tem conhecimento das atividades que os estudantes estão recebendo das escolas no período da pandemia.

O meio digital (como WhatsApp, e-mail, Facebook e outros) é a principal forma de como os alunos tem recebido as atividades, com 71,6%, seguido de material impresso retirado na escola (14,8%) e forma mista, ou seja, digital e impresso (13,6%). Das 4.013 respostas, 3.359 (83,7%) responderam que tem internet fixa/Wi-fi em casa, 1.128 (28,1%) tem internet via celular e 72 (1,8%) não possuem internet em casa.

O celular é o principal dispositivo utilizado para acessar as atividades enviadas pela escola: 3.657 (91,1%). Em seguida vem o Notebook (1.253 ou 31,2%), computador (523 ou 13%) e tablet (110 ou 2,7%), sendo que 34 (0,8%) não possuem dispositivo eletrônico. Outro dado apresentado é que 49% dos pais conseguem auxiliar seus filhos nas atividades enviadas pela escola, 42% parcialmente e 9% não conseguem. A maior dificuldade para acompanhar a realização das atividades é o tempo para auxiliar, com 2.256 respostas (56,2%).

Diante dos resultados da enquete, se intensificará a discussão de protocolos de segurança para uma possível e futura retomada das aulas presenciais, mas sem previsão de data. A ideia é adotar o ensino híbrido, combinando aulas remotas com presenciais, preparando os educandários para receber os alunos cujos pais precisam deixar o seu filho na escola. Da mesma forma, os alunos em pais que não se sentirem seguros em deixar seus filhos na escola, também serão assistidos, ainda de maneira remota.

 


CONFIRA OS RESULTADOS DA ENQUETE: ENQUETE COM AS Famílias Da Comunidade Escolar


 

Nesta linha, o Colégio Teutônia apresentou o projeto “Tempos de criança”, que visa a oferta, de livre adesão, de oficinas e cursos livres para os seus alunos da Educação Infantil, que tem o aval do Comitê Municipal de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus para a sua execução. Como o educandário dispõe de ampla infraestrutura de salas e ambientes externos, o projeto prevê que cada nível terá uma agenda semanal de propostas com oficinas, sendo que serão três crianças por sala nos níveis II e III e no máximo quatro crianças por sala nos níveis IV e V. Cada criança poderá estar inscrita em dois turnos de atividade por semana, em dias alternados.

Dentre as oficinas oferecidas estão: Adaptação ao “Novo Normal”; English; Expressão Corporal; Musicalização; “Arte por toda parte” – Pinturas, Grafismos, Recortes; ‘Arte por toda parte” – Exploração de Texturas; Agroecologia; Hora do Conto; e Tecnologias. Os alunos, pais, professores e funcionários deverão seguir a cartilha de condutas sanitárias elaborado pelo educandário.

A partir deste projeto piloto do Colégio Teutônia, a Secretaria de Educação também estudará a oferta de oficinas em determinados educandários, a começar pelas escolas municipais do interior, em que não será necessária a oferta de transporte. Equipe pedagógica deve se reunir nos próximos dias e discutir os protocolos para submetê-los á avaliação do Comitê. O primeiro educandário previsto a receber a iniciativa é a Escola Dom Pedro I, de Linha Clara, que tem aos seus arredores ainda a igreja, o salão comunitário, o campo de futebol e amplo pátio para receber as atividades.

Com a oferta das oficinas, consequentemente se pretende fazer um ensaio dos protocolos sanitários quando ocorrer a retomada das aulas presenciais. E enquanto não ocorre a retomadas das aulas presenciais, as escolas municipais estão recebendo adequações e, também, estão sendo adquiridos dispensers e totens de álcool gel, termômetros, tapetes de higienização e demais itens necessários para o retorno seguro dos alunos.

O Comitê ainda apresentou, durante a reunião, a situação do Covid-19 em Teutônia. Os números apresentados tem como base os casos contabilizados pelo Estado até esta terça-feira, dia 18, com 591 casos confirmados. Destes, 313 (53%) são do sexo masculino e 278 (47%) do sexo feminino. A maior incidência de casos se concentra nas faixas etárias de 20 a 29 anos (160 casos), 30 a 39 anos (139 casos) e 40 a 49 anos (107 casos). Nas últimas duas semanas, também se percebeu uma redução na velocidade do contágio, sendo que se tem média oito dias para cada 50 casos confirmados.

Os 10 óbitos associados ao Covid-19 foram todos acima dos 60 anos. Neste caso, o Comitê demonstra a preocupação com o contágio intradomiciliar, ou seja, parte dos idosos que estavam isolados pegaram Covid-19 e vieram a óbito. Em alguns casos, ainda houve demora em buscar recursos médicos.

A equipe técnica Comitê ressaltou que para que possam ser retomadas as aulas presenciais, por exemplo, é preciso a corresponsabilidade de toda a população, em seguir adotando os protocolos de prevenção. Por isso, as oficinas do Colégio Teutônia e as que virão a ser oferecidas pelas escolas municipais servirão de ensaio, pois será possível observar o comportamento dos pais e responsáveis e de como fica o cenário do Covid-19 no município.

Foto: Édson Luís Schaeffer
Números da enquete e o projeto foram apresentados em reunião aberta

 

——————————————————————————-

NOTA: Notícia de evento ocorrido em 18/08/2020, mas publicada no site da Prefeitura somente dia 17/11/2020, em virtude da legislação eleitoral.